Edição nº 59 | FEV MAR ABR 2017

 

EDITORIAL - A BUSCA POR NOVOS OBJETOS A PARTIR DO FENÔMENO DA "NEW TECHONOLOGIES" (TIC) E SEU REFLEXO NO ESTUDO DA ANTIGUIDADE E DA HISTÓRIA

"Em um momento de crise no Brasil, onde as universidades públicas, sobretudo no Rio de Janeiro, sofrem de maneira absurda com falta de pagamento aos professores e demais funcionários, ameaças de cortes e de fechamento, mostrar à sociedade o trabalho de qualidade que é feito por pesquisadores e alunos se torna crucial. Isso faz com que nosso trabalho encontre eco na sociedade e tenha relevância, seja porque ele é interessante de alguma forma – e as atividades abertas ao público em geral, quando se fala de Egito antigo, por exemplo, têm sempre enorme sucesso –, ou porque a simples realização dessas pesquisas significa uma melhora de vida para diversos alunos que buscam a universidade pública. A contribuição do Núcleo de Estudos da Antiguidade é, nesse sentido, absolutamente louvável e deixa claro que a UERJ é um polo importantíssimo de produção do saber, que cria inúmeras oportunidades de crescimento profissional para milhares de pessoas, ao mesmo tempo dando retorno à sociedade – isso não pode parar."

 

 

 

Edicao 57

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright & Designed by Andréa Magalhães da Silva Leal 2009 - 2014